Processo da Sombra

O Processo da Sombra explicado

Qualquer processo da sombra pede silêncio, calma, tempo para esperar que as respostas surjam.
É necessário contemplar as feridas emocionais por sarar do passado, observar os seus efeitos na nossa vida. Este é o primeiro passo.
E neste silêncio podemos começar a descobrir a realidade tal como se apresentou no passado, sem uma interpretação. E esta é a parte mais difícil. Aprendemos a rotular as nossas experiências como sendo boas ou más, bonitas ou feias, certas ou erradas. Aprendemos ainda que as experiências más, feias ou erradas são causadoras de sofrimento. E as experiências boas, bonitas e certas são causadoras de felicidade.
Isto poderia ser verdade num planeta perfeito. Um planeta sem tremores de terra, sem cheias que destroem vidas, sem acidentes de viação, sem cobras venenosas, sem aranhas, sem ratos portadores de doenças, até mesmo um planeta sem doenças. E este planeta não é assim.
Querer viver num planeta onde as pessoas são amáveis e compreensivas, onde se ajuda o próximo sem esperar um retorno, onde os pais sabem o que é melhor para os filhos, onde não acontece violência, é ausentar-se da realidade. Neste planeta ainda não são assim as coisas.
Querer que não aconteça aquilo que acontece é lutar com a realidade. E iremos perder. A realidade é o que acontece independentemente daquilo que nós desejamos.
Acontece ainda este feitiço lançado sobre nós (e muitos movimentos de auto-ajuda contribuem para que este feitiço se torne mais forte): ensinam-nos que temos controlo sobre a vida, que podemos se quisermos, que a felicidade está a duas páginas de distância, ou a uma sessão de cura energética. O feitiço diz que há responsáveis pelo que acontece e há vitimas. E se fores o responsável, sentirás o poder da culpa. E se fores a vitima sentirás o poder da humilhação, vergonha, ressentimento, etc.
Ao entrarmos num processo de sombra criamos o espaço para ouvir. O processo não oferece respostas, não ensina a ter uma vida feliz ou a arranjar o homem dos sonhos de cada mulher (que, por sinal, não existe).
Aprendemos ainda que somos a causa daquilo que nos acontece. Já ouvi muitas vezes alguém afirmar que o cancro é causado por emoções negativas. Pergunto-me quais as emoções negativas que uma árvore guardará (sim, por cancros acontecem na natureza, não apenas no ser humano). É muito provável que as emoções sejam um dos aspectos da doença, mas decidir que são A Causa é incutir sentimentos de culpa ou vergonha na pessoa doente. 
O processo da sombra liberta-nos dos preconceitos básicos, da dualidade e da guerra entre o bem e o mal. Eventualmente podemos ter a experiência da bondade da vida em cada momento.

No silêncio, que surge depois de cada pergunta, podemos encontrar as nossas respostas, podemos fazer as pazes com o passado, aprender com o passado e, até mesmo, amar o passado.
Um processo da sombra permite uma compreensão da realidade sem estas histórias de certo e errado, bom e mau. Permite ter a experiência da paz.
Os processos costumam acontecer em retiros, sem distracções, onde cada pessoa faz o seu caminho individual. Devido a este condicionamento de interpretar a realidade como sendo ora boa, ora má, nem sempre conseguimos ouvir as perguntas ou explicações dadas antes de cada actividade. E é ok.

Nos processos individuais, com a duração de dois dias, a pessoa é guiada de volta ao passado, às situações de dor. Sempre através de perguntas muito directas e sem espaço para interpretações ou subjectividade, as respostas vão surgindo. E a paz é possível.
Antes de qualquer processo é importante tomar consciência apenas da resposta a esta pergunta simples: queres ter paz ou ter razão? Se cada evento do teu passado fosse uma lição, o que poderias aprender? O que poderias ensinar?
Não respondas. Mantém-te presente para a questão. Deixa que a resposta te encontre.

-------

O que escondemos na sombra do nosso subconsciente? O que rotulamos como mau ou errado e temos medo de voltar a experienciar? Quais as qualidades humanas que rejeitas nos outros ou em ti? Isto e muito mais é possível descobrir num processo da sombra.

1 comentário: