sábado, 22 de agosto de 2009

O que é a Sombra Humana

Regra geral, qualquer criança nasce completa em termos emocionais e comportamentais. Em si há a alegria e a tristeza, o calor e a frieza. O altruísmo e o egoísmo, a inteligência e a estupidez.
Enquanto cresce irá mostrar cada uma destas qualidades. Mas os adultos à sua volta, quando ela mostra uma qualidade que não é aceite pela sociedade que a rodeia, reprovam essa qualidade e retiram o seu amor (o qual é sempre condicional). Expressões vindas dos adultos dirão coisas como: "se bateres no teu mano és mau e não gostamos de ti!", ou "menina egoísta que quer os biscoitos todos para ela! Feia!".

Em primeiro lugar é importante saber que não há nada de errado com a agressão ou o egoísmo, se expressos de uma maneira saudável! Quando alguém viola a nossa integridade física, por exemplo, sermos capazes de nos defender é uma boa estratégia! Ou quando alguém nos quer vender algo que não precisamos, sermos egoístas ao ponto de não nos querermos separar do nosso dinheiro, é saudável também.

O problema é que quando mostramos qualidades rotuladas de negativas, ninguém nos ensina como essas qualidades podem ser úteis! E são todas úteis, caso contrário não nasceríamos com elas.

O que acontece á criança, depois de ser rotulada de má ou feia, é que irá esconder estas qualidades menos desejadas num recanto do seu subconsciente. Irá dizer a si mesmo que jamais será má ou feia e, por conseguinte, jamais irá mostrar a sua inveja ou egoísmo ou malvadez.

O problema sério começa aqui. Numa realidade de polaridades opostas é impossível experienciar um aspecto da realidade sem experienciar também o seu oposto. Já imaginou o que seria o frio sem o calor? A noite sem o dia? A bondade sem a maldade? Como pode saber o que está a experienciar sem o seu oposto?

O dilema humano tem assim início. Como precisamos dos opostos de qualquer qualidade, iremos projectar sobre outros os aspectos negados em nós. Assim, eu não preciso de ser mau, basta-me projectar essa maldade e deixar que outros sejam maus por mim. Não preciso de ser egoísta, é suficiente que outros o sejam por mim.

Desta forma consigo ter a experiência dos opostos de qualquer qualidade, sem contudo ter a experiência de ser visto como uma pessoa má.

Só que enquanto projectar as minhas qualidades negativas nos outros também estarei impedido de experienciar as minhas qualidades mais positivas. A minha luz.

Já reparou como as pessoas mais "boazinhas" são aquelas a quem parece acontecer as piores coisas? Porque projectam os seus aspectos rejeitados sobre os outros. Eu não tenho que expressar a minha raiva, basta-me projectá-la sobre outro.

Esquecemo-nos que de cada vez que apontamos um dedo a alguém há três dedos a apontar para nós. O inimigo, como afirma Deepak Chopra, está dentro de nós.

Resumindo: a sombra é tudo aquilo que você não é ou não quer ser. E essa sombra irá, mais cedo ou mais tarde, ganhar poder suficiente para possuir a sua mente e a sua vida.


7 comentários:

  1. _______________________________________________

    Bom dia, Emidio!

    Sim, a negação da nossa sombra só serve para escurecer a mente ainda mais... Olhar no fundo dos olhos das nossas "negatividades", aprender a aceita-las, conviver com elas e transmuta-las... Penso que é a nossa verdadeira missão aqui no planeta.

    Muito bom ler uma mensagem assim, logo pela manhã!


    Beijos de luz e um dia feliz!

    _____________________________________________

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelo comentário :)))
    Mas "transmutar" os aspectos da sombra não é a solução - antes expressar estes aspectos de uma maneira saudável. Eles querem ser experienciados e não alterados. E há muitas formas saudáveis de expressar aspectos como o egoísmo, a raiva, a mentira, o rancor...
    De qualquer forma, o meu muito obrigado pela ideia para um próximo post... :)))
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  3. Emidio,
    Estou empenhada e determinada a trabalhar a minha Sombra. Já tomei consciência que ela comanda a nossa vida. Ali se encontram os padrões repetitivos que nos fazem andar em rodopio e não sair do lugar... atrair as mesmas pessoas, as mesmas situações... corrija-me se estiver errada. Demorei 43 anos a dizer CHEGA! Quem vai para o comando SOU EU! Levo os dias a fazer exercicios e a reviver situações do passado e as emoções saltam. Reconheço a importancia de remexer as feridas emocionais para que se curem.
    Sinto-me aos poucos a resgatar o meu Poder pessoal.
    Vale a pena esta aposta total em mim!
    Angela

    ResponderEliminar
  4. Bom dia, Emídio Carvalho!
    Parabéns pelo seu artigo. Este implica uma visão sábia da vida.
    Também eu procuro viver na perspectiva do que chamo "a complementaridade dos opostos".
    Um abraço justo
    Justo

    ResponderEliminar
  5. Olá António!
    Obrigado pelo seu comentário. Bem-haja!
    Um grande abraço!

    ResponderEliminar
  6. Eu quero aqui demonstrar todo o meu apreço e gratidão por todo o trabalho do Dr. Emidio Carvalho! Jamais conseguirei pagar tudo o que ele fez e continua a fazer por mim!

    Para ti Emídio:
    Obrigado por todos os teus ensinamentos e pela tua amizade!
    Obrigado por existires e por fazeres parte da minha vida :-)
    Com a tua ajuda eu cresci e sei bem que assim continuarei!

    ResponderEliminar
  7. Próximos eventos sobre a Sombra Humana no site do Emídio:
    www.emidiocarvalho.com

    ResponderEliminar