domingo, 30 de agosto de 2009

Um dos motivos porque a “Lei da Atracção” é incompleta

O filme “O Segredo” termina com a cena de uma jovem a escrever na areia da praia “Follow your bliss” (Siga a sua felicidade).

Esta afirmação é de Joseph Campbell e no filme aparece completamente descontextualizada. No filme somos conduzidos a acreditar que se nos mantivermos continuamente num estado de alegria e bom humor tudo virá a nós facilmente. Mas o que Campbell queria dizer era isto (palavras do autor, e traduzidas por mim): “nós temos que possuir a coragem de levar a bom porto a nossa missão nesta vida, ao lugar onde a felicidade nos aguarda. Seguir a nossa missão na vida exige um compromisso sério que não pode ser separado dos eventos a que chamamos ‘sacrifícios’. São os sacrifícios momentâneos, o deixar de desfrutar de um prazer momentâneo, que nos levarão ao prazer máximo: ser úteis aos outros e encontrar aí a nossa felicidade. E a isto chamo-lhe ‘Seguir a sua Felicidade!”

Vamos por partes. Neste universo pelo menos, tudo existe como dualidade. Riqueza e pobreza são dois opostos de uma mesma situação: situação financeira. Alegria e tristeza são dois opostos de uma mesma situação: estado de ânimo. Tudo tem um oposto equivalente. Sem um o outro não tem existência. Com certeza já reparou que tem alturas que se sente bem e depois aparece alguém para “estragar” o seu dia, ou acontece-lhe qualquer coisa que lhe causa um desequilíbrio no seu estado de espírito. Há alturas que tem mais dinheiro (por exemplo, no início do mês) e alturas em que tem menos dinheiro. Se olhar para a sua vida com um olhar honesto irá encontrar sempre a presença de opostos.

Dia e noite, quente e frio, alto e baixo, macio e áspero. Sem contrastes, sem opostos, não seria possível experienciar a vida. Como poderia saber o que é a bondade sem a comparar com a maldade? E para as pessoas que estão tão embrenhadas num estado de negação que afirmam apenas serem pessoas boas, como sabem que são pessoas boas? Comparando-se com a maldade alheia! Caso contrário nem se pronunciavam sobre o assunto!

Uma coisa que ninguém pareceu prestar atenção durante o filme “O Segredo” é que todos os intervenientes tinham passado por situações de pobreza (o filme foca a atenção quase na totalidade para a questão financeira). Num universo de opostos é apenas natural que depois de uma situação de pobreza surja uma situação de riqueza. O oposto também é verdade.

Apenas a pessoa que experiencia uma depressão profunda e suicida será capaz de experienciar uma euforia excessiva. Poderíamos chamar a isto a “Lei do Ritmo”. Da mesma forma, a pessoa que experiencia uma pobreza abjecta tem o potencial para experienciar uma riqueza estonteante.

Na saúde acontece o mesmo. Já todas as pessoas ouviram, ou conheceram, alguém que parecia ter uma saúde excepcional apenas para morrer de uma doença súbita. Mais uma vez estamos perante os opostos.

Uma pessoa que experiencia algumas dificuldades económicas irá experienciar apenas algum desafogo financeiro. O pêndulo balança para os dois lados proporcionalmente.

Ainda a semana passada lia num jornal que os multimilionários do planeta começavam a perder dinheiro. Não me surpreendeu.

Pessoalmente já experimentei NLP, Psych-K, hipnose, EFT e muitas outras técnicas de alteração de padrões de comportamento. Todas resultam, pelo menos durante algum tempo.

Cada técnica que aprendia e aplicava parecia dar-me um empurrão em frente. Mas depois de algum tempo a minha vida parecia regressar aos mesmos velhos padrões. Pergunto-me quantas pessoas partilham desta minha experiência.

A Lei da Atracção irá funcionar, pelo menos durante algum tempo. Mas eventualmente a vida irá mostra-lhe o oposto. E este oposto pode ocorrer na sua própria vida ou como uma projecção, na vida de alguém que lhe é querido.

Já alguma vez notou que há pessoas que têm uma vida calma, pacífica, simples, sorridente. E as pessoas à volta delas são precisamente o oposto? As suas projecções. Ou seja, tudo aquilo que eu não sou irei projectar nos outros. Os opostos têm que se manifestar de alguma forma.

Se por acaso têm dois filhos repare também aqui nos opostos. O mais provável é que se tem um filho que é muito irrequieto irá ter o outro muito calmo. Se um gosta de estudar, o outro gosta é de se divertir. Se um fala muito, o outro está sempre calado. Na sua família irá ver o mesmo fenómeno. Tudo aquilo que não queremos ser, alguém vai ter que o ser por nós. Infelizmente, tudo aquilo que não queremos ser não nos deixará ser.

Claro que para tudo há uma solução. Se neste momento, por exemplo, está a passar por uma situação de sucesso pode ter a certeza que irá também ter o insucesso nessa área. A única forma de evitar isto é expressando o oposto de uma forma saudável. Se é um homem de sucesso, como expressar de uma maneira saudável o homem falhado?.. Garanto-lhe que não só pode como é bastante fácil. Se, por outro lado, se sente um falhado, tem que começar já a abraçar o homem de sucesso, o que também é fácil.

Mas enquanto não abraçar tudo aquilo que rejeita em si (e se neste momento quer mudar algum aspecto da sua vida, está a rejeitar esse mesmo aspecto presente) irá ter duas situações continuamente presentes: as pessoas à sua volta irão ser as projecções das partes de si que rejeita (e isto é pedir muito a quem quer que seja) e, por outro lado, mais cedo ou mais tarde, a projecção irá voltar a si, causando danos para além do que possa imaginar.

Há um teste simples para saber se de facto está a viver a sua verdade: sente-se em frente a uma parede, de olhos sempre abertos, durante quatro horas. Sem qualquer distracção! Se no final das quatro horas se sentir tão bem como no início, pode ter a certeza que está de bem com a vida. Este teste é feito por monges budistas na Tailândia, não é uma invenção minha!

Por outro lado, as únicas pessoas que não possuem sombra são aquelas que vivem na escuridão absoluta.

Se neste momento está a passar por uma situação financeira difícil estou seguro que das duas uma: ou conhece alguém sem dificuldades financeiras, ou está a criticar duramente alguém que não tem dificuldades financeiras. É a sua projecção, a parte de si que não está a expressar neste momento. O oposto também é verdade. Se neste momento vive desafogadamente estou seguro que ou conhece alguém que está com problemas financeiros ou critica alguém que está com problemas financeiros. Mais uma vez, uma projecção sua.

A arte de abraçar aquilo que não somos ou não queremos ser, a arte de abraçar a totalidade que somos e de sermos um ponto de mudança para outros, pode ser descoberta num seminário do Processo da Sombra.

3 comentários:

  1. Agora compreendo bem o quão incompleta é a Lei da Atração que está a ser transmitida!!!

    De facto, há alguns dias atrás perguntava-me se "ser sempre positivo até que ponto é positivo?" e agora consigo completar a resposta a esta pergunta, pois acredito que o pensamento positivo serve de fuga à nossa realidade, é uma forma de negação "positiva"!!!

    Muito obrigado Emídio *

    Um grande abraço e Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  2. EU CONSIDERO QUE A CHAVE DA COMPREENSAO ESTA NO NIVEL DE MATURIDADE EMOCIONAL....

    ResponderEliminar